Entenda as mudanças promovidas no Tesouro Direto

Como eu já havia antecipado ainda em outubro do ano passado, o governo promoveu várias mudanças para facilitar e baratear o investimento em títulos públicos através do Tesouro Direto.
Mudanças no Tesouro Direto
 
Agora é possível investir no Tesouro Direto a partir de 30 reais, além de efetuar o agendamento de compras, vendas e o reinvestimento dos títulos resgatados ou dos juros pagos.
O objetivo deste artigo é explicar detalhadamente as principais mudanças ocorridas no Tesouro Direto, dar alguns exemplos e mostrar como operá-las na prática.

 

Redução do valor e do limite mínimo de cada título

Agora é possível investir em títulos públicos a partir de R$ 30,00. Enquanto antes o valor mínimo era R$ 100, agora com apenas 30 reais é possível comprar títulos do Tesouro Nacional.
Além da queda do valor mínimo, também foi reduzido o limite mínimo para compra dos títulos. Antes só era possível comprar frações de 0,2 do valor do título, ou 20% do seu valor unitário. Agora é possível comprar 0,1 do valor, ou 10% do valor unitário.
Exemplo: a LTN 010116 é atualmente o título mais barato do mercado, custando R$ 714,73 (preço em 04/06/2012). Enquanto antes era necessário ter pelo menos R$ 142,95 (714,73 * 0,2) para comprar esse título, agora é possível comprá-lo por apenas R$ 71,47 (714,73 * 0,1).
Observe a imagem a seguir:
Compra no Tesouro Direto
Como é possível conferir nesse exemplo, escolhi a LTN 010116, defini a quantidade mínima igual a 0,1 e o valor da compra ficou em R$ 71,47. Este valor ainda é acrescido da taxa da CBLC, totalizando R$ 71,54.

 

 

Agendamentos

Outra excelente novidade do Tesouro Direto é a possibilidade de agendar compras e vendas de títulos públicos, além de programar o reinvestimento automático dos títulos na data do resgate e também dos juros pagos ao longo do tempo (pelos títulos que pagam cupons, como a NTN-B e NTN-F).
A possibilidade de agendar uma compra, venda ou reinvestimento traz também duas grandes vantagens:
  • Redução na taxa de negociação: Na programação de compra, a taxa de negociação cai de 0,10% para 0,05%, a partir da terceira compra de cada agendamento. No caso do reinvestimento automático do vencimento do título ou do cupom semestral de juros, o investidor não pagará taxa de negociação.
  • Redução do limite mínimo: Os investidores que decidirem fazer suas aplicações por meio de agendamento terão a vantagem de realizar suas compras obedecendo à parcela mínima de apenas 1% do preço unitário de cada título, desde que respeitado o limite financeiro mínimo de R$ 30,00.

 

 

Compra programada

O investidor poderá agendar a compra de um título ou de uma composição de títulos durante o período que ele determinar. A programação será feita sempre pelo valor financeiro. Em termos de periodicidade, o investidor terá a opção de:
  • Agendar apenas uma aplicação (na data da 1ª compra);
  • Programar compras mensais, escolhendo uma data limite;
  • Programar compras mensais, definindo o número de compras a ser realizado; e
  • Definir que as compras ocorram até que a programação seja cancelada por ele.
Observe essa simulação:
Agendamento de compra
No exemplo acima, simulei um agendamento de compra mensal da LFT 070317, a partir de 11/06, durante os próximos 12 meses, investindo R$ 100,00 mensalmente.

 

 

Venda programada

No caso do agendamento da venda, o investidor poderá programar antecipadamente o dia de venda de seus títulos (sempre às quartas-feiras). Essa operação será feita com base na quantidade de títulos que ele deseja vender.
Agendamento de venda
No exemplo acima, eu simulei a venda programada de 1,0 LFT 070317 numa data futura (13/06/2012).

 

 

Reinvestimento dos juros e do valor resgatado no vencimento

Nesta modalidade o investidor poderá reinvestir o dinheiro recebido automaticamente para uma nova aplicação, bastando que indique sua opção de novo título. Este reinvestimento pode ser total ou parcial.
No caso de reinvestimento dos juros, a operação ocorrerá até que a programação seja cancelada ou até o vencimento do título.
É importante dizer que a replicação se dará pelo valor líquido a ser recebido, ou seja, a reaplicação é feita pelo valor dos cupons de juros ou do valor resgatado na data do vencimento, já descontados dos impostos e taxas devidos.
Antes do dia da venda, todos os agendamentos feitos poderão ser consultados e alterados a qualquer momento pelo investidor, através do site seguro do Tesouro Direto ou mesmo através do homebroker da sua instituição financeira, caso ela seja integrada.
Caso um determinado título envolvido na programação de um investidor deixe de ser ofertado pelo Tesouro Direto, ele será avisado por correio eletrônico e poderá refazer sua programação. Caso o investidor não altere seu agendamento, este será cancelado automaticamente.
Observe o exemplo a seguir:
Agendamento de reinvestimento
Neste caso, eu fiz dois agendamentos de reinvestimento:
  1. Reinvestir o valor total (100%) do resgate da LFT 070313 na compra de LFT 070317;
  2. Reinvestir 100% dos juros pagos pela NTN-B 150515 na compra de NTN-B 150535.
Publicado em 05.06.2012 por em Tesouro Direto

Imagem de Rafael Seabra

Rafael Seabra é educador financeiro, MBA em Finanças pelo Ibmec, editor do Quero Ficar Rico, um dos sites de maior audiência do país na área de Educação Financeira, e autor do livro Como Investir Dinheiro.

fonte: Quero ficar rico - educação financeira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

Como tirar o registro profissional(Mtb) - Jornalistas