MONTE SUA LOJA ONLINE

Saiba como montar sua própria loja online

 
 
São Paulo - Comprar pela internet tornou-se tão comum quanto caminhar pelo shopping no final de semana. De um total aproximado de 80 milhões de brasileiros conectados, 27 milhões fazem compras online com regularidade. Só no ano passado, 4 milhões de internautas fizeram sua primeira incursão no e-commerce. Se antes as vendas virtuais eram restritas a itens de baixo valor, hoje sites movimentam muito dinheiro vendendo produtos como tênis, roupas e eletrônicos.

Ao contrário do que muitos pensam, não é preciso ter uma empresa estruturada, saber programar e investir muito para criar um sistema funcional de comércio eletrônico.

Com a ajuda de lojas virtuais prontas, é barato e fácil montar sua loja online, fazer sistema de pagamento, gerar ofertas e até controlar estoque. Para mostrar isso na prática, INFO criou uma loja de camisetas gastando o mínimo de tempo e dinheiro. E assim nasceu a INFOLab Store (infolabstore.mercadoshops.com.br). Veja, a seguir, as facilidades e os obstáculos encontrados na empreitada.
 
 
 
 
A escolha
 
 
Os quatro serviços analisados por INFO têm qualidades e defeitos semelhantes. DotStore, Locaweb Webstore, Loja Virtual UOL HOST e MercadoShops apresentam configurações fáceis para quem é iniciante, com tarefas como cadastrar produtos e fechar compras funcionando de forma intuitiva e sem burocracia. A personalização do visual é o ponto fraco comum a todas as lojas prontas. Quem sabe programar pode usar seu próprio código para criar um visual mais bacana. Quem não sabe, ficará restrito aos templates já desenhados.

Houve um empate técnico entre os quatro serviços testados. Mas escolhemos o MercadoShops, do Mercado Livre, para nossa loja porque é o único a oferecer um plano gratuito, com restrições que não incomodam o vendedor de primeira viagem.
 
 
 
 
 
A montagem da loja
 
 
Depois da produção das camisetas, que contou com a ajuda criativa do editor de arte da INFO, Oga Mendonça, o próximo passo foi a criação de um logotipo para a loja. Em seguida, bastou preencher campos básicos sobre o produto e enviar as fotos dos itens. Não há dificuldade para fazer o cadastro e separar os itens por categorias usando tags. Detalhes como a criação das fotos em miniaturas, as opções de tamanho das camisetas e o controle de estoque são feitos quase automaticamente, por meio de menus preexistentes.
 
 
 
 
 
 
O sistema de pagamento
 
 
Usar os meios de pagamento mais populares da web é a principal vantagem das lojas prontas. No MercadoShops, além de pagar com cartões de débito, de crédito e boletos, é possível oferecer a compra parcelada. Também é fácil definir um valor para a cobrança de frete ou taxa de entrega. Para quem está começando, uma boa ideia é negociar cada venda por e-mail com o comprador, escolhendo a forma mais conveniente de entrega. Mas essa facilidade tem um preço. No MercadoShops ela vem na cobrança de 4,99% sobre o valor do produto.
 
 
 
 
 
A divulgação
 
 
Os recursos para integrar as lojas com o Facebook e o Twitter estão presentes em todas as opções testadas. No MercadoShops estão disponíveis recursos legais para divulgar o link de um novo produto cadastrado direto no Twitter logo após a publicação. As contas em redes sociais também servem como canais de atendimento. Basta associá-las à página de informações da loja, que vem com o título “Quem Somos”.
 
 
 
 
 
A primeira venda
 
 
Realizada a primeira venda, um e-mail é enviado para o dono da loja. Depois da confirmação, é usada a interface do serviço MercadoPago. Aí o vendedor define data de entrega, frete e processa o pedido. Confirmado o pagamento, o valor cai na conta do vendedor em dois dias. Para quem está começando e tem um volume pequeno de vendas, esse método está mais do que bom.
 
 
 
 
Por , da INFO
• Quinta-feira, 19 de abril de 2012 - 19h08
 
fonte: Editora Abril (www.info.abril.com.br)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

Como tirar o registro profissional(Mtb) - Jornalistas