BOBAGENS QUE FAZEMOS COM O DINHEIRO




As bobagens mais comuns feitas com dinheiro antes dos 30

O período pré-30 anos geralmente é marcado por equívocos financeiros. Entretanto, é possível reverter esta situação e, de quebra, poupar para o futuro





Carros, aparelhos eletrônicos, baladas, roupas e viagens. Apesar de serem bens e situações cultuadas por pessoas de todas as idades, são os jovens abaixo dos 30 anos os maiores consumidores de tais itens - e, usualmente, com descontrole. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista de São Paulo, jovens de 16 a 30 anos representam 50% dos consumidores massivos dos shoppings centers.

Leia também:
Blog Arena do Pavini
"Dindin por Dindin"


O principal equívoco dos jovens, quando se trata de suas finanças pessoais, é gastar descontroladamente e não pensar no futuro. Segundo Lucas Radd, Planejador Financeiro Pessoal na empresa WG Finanças Pessoais, a segurança oferecida pelos pais é a maior causa deste descontrole: "Quem nunca antes havia sido remunerado costuma interpretar os primeiros ganhos da forma errada. Muitas vezes ainda vivem com os pais ou têm algum tipo de auxílio financeiro e acabam utilizando 100% dos seus recursos para gastos fora do seu padrão de vida. Vestuário, lazer, viagem, bens de consumo não duráveis e veículos são os principais itens", explica.


Imaturidade x Inexperiência
 
Vale salientar ainda que este período da vida é caracterizado por imaturidade e inexperiência com relação às finanças. Segundo Lucas, a questão do imediatismo é mais forte nos jovens: "O tal do "só se vive uma vez" torna-se a regra e não a exceção. Quanto à questão da inexperiência, isso é muito comum, principalmente no Brasil, pela falta de cultura de falar sobre dinheiro e de não haver uma educação financeira nem nas escolas nem em casa. Sendo assim, a maioria dos jovens aprende na prática e, na maioria das vezes, com seus próprios erros".


Os equívocos econômicos cometidos antes dos 30 podem comprometer o futuro

Além dos gastos exagerados, o descontrole financeiro antes dos 30 pode ser perigoso e se tornar um estilo de vida definitivo, mesmo após tal fase: "Isso é um grande problema, pois, o jovem cria para si um padrão que não poderá ser sustentado futuramente caso sua receita não suba de forma acelerada. O fato de a maioria não ter custos de supermercado, habitação, saúde e outros, em vez de ser interpretado como uma possibilidade de fazer reservas e visto como uma espécie de chance única de viver a vida e é nesse momento que os exageros são cometidos. O pior problema acontece quando deixam de ser pontuais e passa a ser um estilo de vida", comenta Lucas.


Como consertar as bobagens feitas com o dinheiro? Estes erros são reversíveis?

Lucas afirma que os erros podem ser consertados, porém, é interessante saber que poupar é preciso: "Pelo fato de que os jovens estão em início de carreira e quase sempre com salários menores, o espaço para erros de proporções maiores é limitado. Dessa forma, os erros se tornam boas lições ainda que pudessem ter sido evitados. O importante é frisar que mesmo ganhando menos do que ganharão no futuro, é na idade entre 25 e 30 anos que a maioria das pessoas vai ter a grande chance de poupar para o seu futuro. Poupar entre 30% e 50% dos seus salários costuma ser mais fácil nessa idade", explica.


Por | Yahoo Contributor Network – sex, 17 de jan de 2014 15:05 BRST


FONTE: YAHOO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

O QUE É CONTAINER REEFER?