NERVOSISMO & DESEMPENHO




Nervosismo antes de compromisso rende melhor desempenho, aponta pesquisa

 




 
 
Do UOL, em São Paulo
 

 


Da próxima vez que você tiver um compromisso importante como uma entrevista de emprego ou a apresentação de um trabalho e, por isso mesmo, ficar nervoso, não dê ouvidos a quem te aconselhar a se acalmar.

Uma pesquisa conduzida por uma professora da Harvard Business School, nos Estados Unidos, e publicada na mais recente edição do periódico de psicologia Journal of Experimental Psychology aponta que indivíduos que domam o nervosismo antes de um compromisso importante tendem a apresentar um desempenho pior do que indivíduos que deixam o nervosismo se manifestar livremente.

A pesquisadora Allison Wood Brooks usou dois métodos para chegar a essa conclusão: primeiro, fez um teste usando um karaokê. Nele, antes que os participantes saíssem cantando uma música, ela lhes perguntava como eles se sentiam: se ansiosos, nervosos ou calmos.

Assim, a pesquisadora observou que os participantes que se diziam nervosos tendiam a obter pontuação mais alta do que os não se encontravam nesse estado emocional.

Outro ponto observado por Allison diz respeito a experimento em que era oferecidos problemas matemáticos aos participantes. Dessa vez, a pesquisadora sugeria aos participantes que tentassem ficar nervosos ou calmos antes de resolver a questão.

Mais uma vez, diz ela no estudo, os "nervosinhos" tiveram melhor desempenho, com notas 10% mais altas do que os "tranquilões".

Segundo a pesquisa, a resposta para isso pode estar no fato de que quando nos acalmamos, acabamos focando apenas no que pode estar errado, ao passo que quando deixamos o nervosismo tomar conta da situação, acabamos trocando-o por uma certa dose de empolgação, que faz toda a diferença na performance final.


Conheça alguns estudos científicos curiosos48 fotos

48 / 48
Se você tem uma tendência a ser como a Felícia e adora apertar todos os gatinhos que aparecem, é melhor mudar de hábitos. A primeira dica é ver se ele gosta de carinhos ou se apenas os tolera. Segundo pesquisa da USP, gatos que toleram carinhos, mas não gostam, ficam mais estressados. Já se eles gostam, aproveite! Leia mais Divulgação
 
 
FONTE: UOL / BOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

O QUE É CONTAINER REEFER?