A3 SEDAM POR R$ 116.000...




A3 Sedan: decifra-me ou devoro-te


Três-volumes da Audi se mostra como opção familiar, mas ao volante, a história é bem diferente



 
  • 1 | 10
  •  
 
 
 
A principal aposta da ambiciosa meta da Audi em saltar de 7.000 para 30 mil unidades vendidas no mercado brasileiro em cinco anos está focada no sucesso do A3 Sedan.

O modelo - atualmente importado da Hungria que passará a ser produzido por aqui no segundo semestre do ano que vem -, chega às concessionárias com preço promocional de R$ 116.400, pouco mais de R$ 30 mil mais barato que seu principal concorrente, o Mercedes-Benz CLA. A partir de 28 de fevereiro, no entanto, ficará R$ 10 mil mais caro.

E qual seria a justificativa por optar por um sedã? A principal delas seria justamente o fato de o A3 não ser a configuração familiar da linha, mas sim, a oferta de um conjunto equlibrado entre design, desempenho e dirigibilidade. A principal diferenciação em relação ao hatch, com quem compartilha poucos elementos, fica por conta do motor inédito de 1,8 litro TFSI de 180 cv de potência e 25,5 kgfm de torque.



Vamos ao volante

Para quem esperava um pouco de ousadia no design, não há nada de muito inusitado no aparência do A3 Sedan. Por fora e por dentro, carrega o padrão visual da marca alemã. Com proporções bem definidas, é um sedã compacto de 4,45 m de comprimento por 1,79 metro de largura e capacidade de 425 litros no porta-malas. Em comparação ao hatch, é 14,6 cm mais comprido e 1,1 cm mais largo. No interior, é apenas 1mm maior que o irmão menor, ou seja, o apelo familiar fica para o médio A4.
É ao volante, porém, que se sente qual é a verdadeira proposta do carro. Ele veste muito bem o motorista, com uma posição para dirigir confortável e comandos à mão do condutor.

A partir daí, o motor de 1,8 litro TFSI de 180 cv de potência aliado ao desenho da carroceria e ao câmbio de dupla embreagem passa a desempenhar seu papel e mostra o porquê de escolher um sedã no lugar do hatch.

Durante o teste drive do lançamento, a sequência de curvas da estrada percorrida mostrou que o ponto forte do A3 fica por conta da estabilidade. Mesmo forçando a carroceria contra os ângulos, a performance do carro não se intimida. Assim como o Q3, o A3 Sedan, que possui tração dianteira, recebeu um sistema chamado vetorização de torque, que pode variar a quantidade de força enviada a cada roda, facilitando a correção da trajetória do veículo automaticamente.

Outros responsáveis são a agilidade do câmbio de dupla embreagem de sete marchas, que permite trocar as marchas por meio das borboletas, dando mais satisfação e controle do carro ao motorista, e a faixa de atuação do torque de 25,5 kgfm entre 1.250 e 5.000 rotações. Seja na redução ou no avanço, o motor está sempre disposto a oferecer o melhor desempenho.

Um ponto que conta a favor do modelo é sua lista de equipamentos de série. Apesar de o GPS ser um opcional de R$ 9.900, o A3 Sedan vem de fábrica com freios ABS, airbag duplo, laterais e de joelho, controle de estabilidade, sistema multimídia, ar-condicionado digital com duas zonas, teto solar, revestimento de couro sintético, farois bixenônio e sistema start stop (liga e desliga o motor automaticamente nas paradas do carro). Sensor de estacionamento não faz parte da lista.



Vai vender?

- visualmente, o A3 Sedan não impacta. Seguiu a tradicional receita da marca na parte externa e na discrição alemã da cabine. Para ser conquistado por ele, o motorista precisa experimentá-lo, ao contrário do seu principal rival, o Mercedes CLA 200, que atrai pelo desenho. A Audi pretende trazer a versão S3 do modelo em março, enquanto a conversível chegará em julho. Com isso, a linha completa deverá responder por 3.500 unidades vendidas ao longo de 2014, número que deverá ser atingido, caso não haja oscilação exagerada no preço do lançamento.




Teste drive a convite da Audi

 
 
 
30/01/2014 - Anelisa Lopes / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

FONTE: MSN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

Como tirar o registro profissional(Mtb) - Jornalistas