ESTRATÉGIA FINANCEIRA




Muitas pessoas ficam encantadas com a possibilidade de obter ganhos altos e rápidos no mercado financeiro, e começam a investir sem a preparação ideal.

O resultado, você já sabe: ficam desiludidos e, na maioria das vezes, saem com menos dinheiro do que tinham no início.



O que é Alocação de Ativos?


 As causas são as mais diversas:

Falta de educação financeira... Culto aos “gurus” do mercado...

Reportagens que incentivam o investimento em momentos de alta (justamente quando a bolsa está mais cara) ou que colocam medo em momentos de baixa (logo quando os ativos estão muito baratos)...

Enfim, para resolver esse problema, preparei um artigo onde apresento uma estratégia de investimento que realmente funciona, além de uma leitura complementar de altíssimo nível sobre o tema.


 Neste artigo, você vai aprender:

  • Qual a melhor estratégia para investir seu dinheiro;
  • Quais as vantagens dessa estratégia;
  • Onde você pode aprender tudo sobre essa estratégia.
Parece interessante?



O que é Alocação de Ativos?

 
O que é Alocação de Ativos?
 
 
Muitas pessoas ficam encantadas com a possibilidade de obter ganhos altos e rápidos no mercado financeiro, e começam a investir sem a preparação ideal.
 
O resultado todo mundo já sabe: ficam desiludidos e, na maioria das vezes, saem com menos dinheiro do que tinham no início.
 
As causas são as mais diversas: falta de educação financeira, culto aos “gurus” do mercado, reportagens que incentivam o investimento em momentos de alta (justamente quando a bolsa está mais cara) ou que colocam medo em momentos de baixa (logo quando os ativos estão muito baratos).
O objetivo deste artigo é apresentar a alocação de ativos, estratégia de investimento que realmente funciona, além de uma leitura complementar de altíssimo nível sobre o tema.

 

 

Alocação de ativos

Alocação de ativos é uma estratégia de investimentos que busca melhorar a relação entre risco e retorno através do tamanho da posição, ou seja, o quanto o investidor investe em cada ativo de acordo com a sua tolerância ao risco, metas e horizonte de tempo.
Renomados estudos acadêmicos mostram que mais de 90% da variação do retorno de uma carteira de investimentos no longo prazo é atribuída a sua alocação de ativos.
A porção restante – menos de 10% – é atribuída ao market timing (momento de compra e venda de uma ativo) e a escolha de determinadas ações individuais e títulos.
Portanto, lembre-se que a alocação de ativos, ou seja, o quanto você destina para cada investimento em sua carteira, é 9 vezes mais importante do que quando você compra determinado ativo e qual é esse ativo.
Ao investir, pense no quanto ao invés de qual e quando.
Outro estudo muito relevante mostrou que 66% dos fundos ativos de ações no Brasil perdem para o Ibovespa. Mesmo com grandes equipes para analisar balanços e visitar empresas, apenas 1/3 dos fundos conseguem obter sucesso no mercado.
Onde eu quero chegar com tudo isso? Você vai descobrir daqui a pouco…
Veja agora 4 vantagens da alocação de ativos na prática:
 
 

#1 – Minimiza o risco de uma carteira de investimentos

A sensível diminuição do risco é a principal vantagem da alocação de ativos. Muitos investidores caem na ilusão de atentar somente para o retorno de um ativo. Porém, esquecem que maiores retornos estão ligados a maiores riscos.
Como a alocação de ativos minimiza o risco de uma carteira de investimentos? Diversificação é a palavra-chave.
Investindo em diversos ativos você diminui o impacto do resultado negativo de um único ativo na carteira.
Harry Markowitz, pai da moderna teoria dos portfólios, já explicava em 1950 como o risco de uma carteira é menor do que a soma dos riscos individuais de cada ativo. Parece abstrato, mas na prática é um conceito bem simples de entender.
 
 

#2 – Fácil de entender, simples de praticar e ideal para alcançar ótimos resultados

A alocação de ativos vai direto ao ponto. Basicamente, você só precisa seguir 5 passos para montar e gerenciar sua carteira de investimentos:
  1. Defina o percentual que irá investir em cada classe (categoria) de ativos. Ex: 70% em Renda Fixa e 30% em Renda Variável.
  2. Defina quais ativos você pretende incluir nestas categorias. Ex: Renda Fixa (LFT, LTN e NTN-B) e Renda Variável (BOVA11 e SMAL11).
  3. Defina o quanto irá alocar em cada ativo específico. Ex: Renda Fixa (30% em LFT, 20% em LTN e 20% em NTN-B) e Renda Variável (20% em BOVA11 e 10% em SMAL11).
  4. Utilize os aportes mensais para equilibrar a carteira.
  5. Monitore sua carteira ao longo de um período preestabelecido.

#3 – Menos custos, menos stress e mais tempo fora do mercado

Diferentemente das técnicas de alta frequência e rotatividade de ativos, a alocação de ativos tem foco no longo prazo e na baixa rotatividade de ativos (menos custos).
Alocação de ativos é uma estratégia de reduzir riscos. O objetivo é que você melhore a relação risco × retorno de sua carteira e saiba exatamente o que fazer em diversos cenários (menos stress).
A alocação de ativos é uma forma de colocar a carteira em piloto praticamente automático, fazendo apenas revisões em um período pré-determinado (mais tempo livre).


#4 – Planejamento com foco no longo prazo

Um dos maiores desafios para o investidor é deixar de se preocupar com as microtendências (movimentos de curto prazo) do mercado e pensar sempre no longo prazo. Essa abordagem, embora simples, permite fazer planejamentos melhores e mais eficientes.
Os conceitos da alocação de ativos como minimização de riscos e custos, além de desenvolver qualidades como disciplina e paciência, interligam-se ao pensamento com foco no longo prazo.

Conclusão

Como pode ser visto, a alocação de ativos é uma das melhores estratégias para quem quer investir com foco no longo prazo, obter uma boa rentabilidade e sem precisar expor seu dinheiro a riscos desnecessários.
E minha recomendação para quem quer saber tudo sobre essa estratégia é o excelente eBook “Alocação de Ativos“, escrito pelo grande amigo, parceiro e – principalmente – especialista no tema Henrique Carvalho, do site HC Investimentos.
Todas as informações presentes neste artigo foram retiradas do primeiro capítulo deste excelente eBook, que o Henrique disponibilizou para download gratuito.
Para conhecer saber tudo sobre o material, acesse o link a seguir:
Página do eBook Alocação de Ativos
Se tiver qualquer dúvida ou quiser contribuir com essa discussão, deixe um comentário.




 E se tiver qualquer dúvida, basta deixar um comentário no artigo.

Farei o possível, como sempre, para ler e responder todos eles.

Abraço!




Conquistou a independência financeira e
quer ajudar outras pessoas a alcançarem o mesmo objetivo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

Como tirar o registro profissional(Mtb) - Jornalistas