CBF & SALVAÇÃO DO FUTEBOL





Talvez tenhamos de boicotar a FIFA para salvar o futebol

                 


FIFA JOSEPH BLATTER












Estamos nos estertores do regime doente e enfraquecido de Sepp Blatter na FIFA. Nenhuma ditadura abre mão do poder voluntariamente, mas a única pergunta que resta é como e quando o regime Blatter finalmente vai ruir.

A ameaça interna ao regime é liderada pela UEFA.

O órgão que representa o futebol na Europa pediu um adiamento das eleições presidenciais da FIFA, em vão.

Parte da política dos anos Blatter sempre foi jogar os interesses dos principais países futebolísticos contra os dos países em desenvolvimento, como se eles fossem mutuamente exclusivos.

No Congresso da FIFA, o voto de San Marino, por exemplo, vale tanto quanto o da Itália. Sepp Blatter sempre garantiu que os interesses dos pequenos países fossem atendidos e, em troca, esperou apoio.

A sanção definitiva da UEFA seria boicotar todos os torneios futuros da FIFA a menos que haja mudanças e uma reforma da organização.

A maioria do dinheiro do futebol mundial é gerada pelos clubes europeus, com grandes audiências em todo o mundo dispostas a pagar para ver seus jogadores em ação. Uma revolta europeia seria um enorme golpe para a força comercial da FIFA.

Se levarmos a reforma a sério, a Inglaterra e as outras associações de futebol europeias têm de estar prontas para abandonar a FIFA.


A segunda grande ameaça comercial à FIFA vem dos grandes patrocinadores; marcas como Coca-Cola, Visa e McDonald's, que pagam grandes quantias para ter suas logomarcas associadas ao esporte mais popular do mundo.

É hora de elas se pronunciarem sobre a crise da FIFA, que envolve acusações persistentes de corrupção financeira contra alguns de seus principais executivos.

O grupo New FIFA Now, do qual sou um dos fundadores, incentiva os torcedores a pressionar as empresas para que elas exijam mudanças na FIFA ou retirem seu apoio financeiro à organização.




Essa pressão começa a dar resultados.

A Visa disse que a FIFA precisa de uma nova "cultura, com fortes práticas éticas a fim de restaurar a reputação do esporte para torcedores do mundo inteiro".

A Visa também alerta que "é importante que a FIFA mude agora...

Se a FIFA não fize-lo, já a informamos de que vamos reavaliar nosso patrocínio". Mas os patrocinadores precisam deixar claro que esse tipo de mudança será impossível se Sepp Blatter continuar no cargo.

São os integrantes do Congresso da FIFA, as associações de futebol que representam todos os países do mundo onde o esporte é praticado, que têm o poder de derrubar o regime Blatter.

A pressão dos patrocinadores aumenta a probabilidade de uma revolução. As autoridades dos Estados Unidos e da Suíça deixaram claro que ainda estão em andamento as investigações criminais sobre a FIFA e sobre a decisão de realizar Copas na Rússia e no Qatar.

Sepp Blatter ainda pode ser interrogado como parte do processo criminal, e também existe a perspectiva de que os 14 indivíduos presos em Zurique em 27 de maio tenham seus próprios segredos a revelar.

Essa crise vai acabar derrubando Sepp Blatter e, se durar muito mais tempo, pode acabar com a FIFA para sempre.


Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost UK e traduzido do inglês.

Publicado: Atualizado:

FONTE:
Favoritar


Conservative MP and PPS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

O QUE É CONTAINER REEFER?