SAIA DO VERMELHO DO FIM DE MES







7 gastos para você começar a

eliminar AGORA e

fechar o mês sem sufoco


EIKE BATISTA


                                




As galopantes altas da inflação preocupam os brasileiros que já estão com o orçamento apertado. Em junho, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) avançou 0,79% -- maior taxa para o mês desde 1996, quando a inflação subiu 1,19%.


Em 12 meses até junho, a alta foi de 8,89%, taxa mais elevada desde dezembro de 2003 e bem acima do centro da meta estipulado pelo governo, de 4,5% ao ano, com tolerância de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.


Com os preços lá em cima, o que resta ao consumidor é investir em uma boa economia doméstica. Segundo a educadora financeira Ana Paula Hornos, o primeiro passo para blindar o orçamento em tempos de crise é colocar todos os gastos no papel e identificar quais são as despesas fixas e as variáveis.


Se o valor dos gastos totais ultrapassar 70% do rendimento líquido é hora de fazer uma revisão, principalmente nas despesas variáveis (ou supérfulas), como alimentação fora de casa, vestuário, lazer, etc. Ana Paula explica:
"Comece a pesquisar alternativas. Nessa hora vale muito a pena usar a criatividade na busca de o utras so luções, o empenho da pesquisa de preços e a flexibilidade para se adaptar a uma nova situação."
A situação também é um bom momento para enxugar desperdícios e cancelar serviços que não são usados. "Rever os planos de assinatura de TV a cabo e internet; trocar o carro por transporte público em alguns dias da semana, diminuir o tempo no banho e frequentar menos restaurantes são algumas opções", conta a consultora.


Fazer um diagnóstico detalhado de suas contas é uma dica compartilhada pelo educador financeiro e presidente da DSOP Educação Financeira, Reinaldo Domingos. "A partir daí, novos hábitos estarão sendo formados e o comportamento em relação ao uso e à administração do dinheiro será diferente, garantindo que o período econômico ruim do país não interfira tanto na situação financeira das famílias."


Reinaldo citou alguns gastos que podem ser eliminados com pouco esforço e que vai te ajudar a fechar o mês com tranquilidade.


Veja quais são eles:




7  gastos que você pode eliminar agora

Excessos na conta de luz

Você pode reduzir consideravelmente sua conta de luz tomando alguns cuidados, como diminuindo o tempo de banho, desligando a luz se não está usando ou não deixando a geladeira aberta por um tempão, sem contar no uso de televisão e de computador.

"Por isso, vale a pena agir com mais cautela, pois reduzir essa despesa representará uma economia substancial no final do mês", diz Reinaldo



Usar o telefone

Com tantas facilidades, como as redes sociais e aplicativos de bate-papo, usar o telefone se tornou completamente "arcaico" e caro, já que utilizando a internet você não pagará tarifas, mas apenas a conta de internet.

Mesmo assim, se utilizar o telefone tente comparar o valor das tarifas sempre que possível. "A opção deve ser pela menos custosa e não pela mais prática"



Ter tudo novo

Em ano de inflação, evitar o desperdício e reutilizar materiais escolares, roupas e outras coisas que não perderam a qualidade deve ser prioridade



Comprar porque está em "promoção"

Antes de ir ao supermercado, faça SEMPRE uma lista de compras. Isto impede que você compre produtos desnecessários apenas porque estava em "promoção".

Afinal, quantas vezes compramos o famoso “pague dois e leve três” e acabamos perdendo produto por causa de validade?



Fazer compras sem comparar antes

Você consegue economizar uns trocados quando compara os preços antes de ir às compras, seja em lojas, supermercados e até em restaurantes.

"É fundamental que se faça essa comparação, pois as variações são, muitas vezes, consideráveis", diz Reinaldo



Usar o carro para tudo

Economize ao utilizar o veículo. Com o aumento do preço da gasolina, você pagará caro por um trajeto que pode ser feito andando ou com uma bicicleta. Além disso, é importante manter o carro revisado para evitar imprevistos



Desperdiçar água e gás

A crise hídrica fez o preço da conta de água aumentar consideravelmente desde o fim de 2014. Por isso, feche as torneiras ao escovar os dentes e ao ensaboar a louça e tente reutilizar a água. Também evite deixar o fogo aceso sem necessidade










FONTE:






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

O QUE É CONTAINER REEFER?