INSS: VENÇA O MEDO DA BANCA CESPE !!


Cespe fará concurso do INSS; 

veja 10 dicas para vencer

 o medo da banca



Especialista elaborou uma espécie de "guia de sobrevivência".
Seleção oferece 950 vagas - 800 de nível médio e 150 de nível superior.

Marta Cavallini



O concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para 950 vagas, autorizado em junho e cujo edital deve sair até dezembro, será organizado pelo Cebraspe, antigo Cespe/UnB. Serão 800 vagas para técnico do seguro social (nível médio) e 150 para analista do seguro social, com graduação em serviço social.
Atendimentos foram retomados no INSS-Manaus (Foto: Rickardo Marques/G1 AM)Posto do INSS em Manaus
(Foto: Rickardo Marques/G1 AM)
Leia também: Vai prestar concurso do INSS? Veja o que fazer após escolha da banca

Por cobrar questões de certo e errado, em que uma resposta errada anula uma certa, e não de múltipla escolha, o Cespe é uma banca temida pela maioria dos candidatos. Além disso, candidatos acostumados com o "decoreba" para as provas pode encontrar dificuldades, pois a organizadora pede sempre o entendimento e compreensão dos assuntos, e não a memorização pura e simples.
"É uma banca que valoriza o conhecimento e a capacidade de interpretação do candidato, mais do que a simples "decoreba". Enquanto numa prova de múltipla escolha você pode comparar quatro ou cinco itens de uma mesma questão, no Cespe cada item é uma questão a ser julgada e, o que mais assusta é que a cada item que o candidato erra perde um ponto. Numa prova de 150 itens, se o candidato acertar 75 e errar 75, sua pontuação será 0. Isso assusta muitos candidatos, mas na verdade essa forma de pontuação favorece muito quem está mais bem preparado", diz Rodrigo Menezes, diretor do site Concurso Virtual.
Por isso, o especialista elaborou uma espécie de "guia de sobrevivência" com 10 dicas fundamentais para se dar bem nas provas elaboradas pelo Cebraspe:
1. O cartão de respostas do Cespe tem como opções: "C" e "E". Se você assinalar uma das opções e depois perceber que deveria ter marcado a outra, preencha as duas. Isso significa que você não pontuará e nem perderá ponto, pois a questão estará sendo anulada. Da mesma forma, se você não preencher nenhuma das duas opções, a questão também será anulada. Portanto, se você acertar 60 questões e deixar as outras 60 em branco, ganhará 60 pontos. Sem perder pontos.
2. Resolva primeiro as questões que você considera que sabe. Deixe as questões que tiver dúvidas, ou que você não sabe, para o final, mas já faça uma marcação na sua prova. Escreva ao lado da questão “dúvida”, e a provável resposta, ou “não sei”.
3. Deixe questões que envolvem contas por último. Elas demandam muito tempo e é perigoso fazê-las antes das questões que exigem apenas leitura. Senão, você pode acabar não conseguindo fazer várias questões simples porque perdeu tempo em questões complicadas.
4. Ao se deparar com alguma que gere dúvida, pense se você não sabe a resposta ou se apenas está em dúvida. No caso de apenas estar em dúvida, vale a pena arriscar, considerando que você se preparou bem para a prova e, portanto, há uma probabilidade grande de acertar a maioria das questões que gerem dúvida. Marque. Já no caso de realmente não saber a resposta, vale a pena deixar a questão em branco para não perder pontos.
5. Numa prova de 120 questões, tente não deixar mais do que 10 em branco. Duas são as razões para um candidato deixar muitas questões em branco: ou ele não está suficientemente preparado, ou está com muito medo de marcar. O primeiro caso não tem jeito. Você terá que estudar mais para o próximo concurso, mas o segundo caso é que preocupa. Porque ele sabe a matéria, mas “amarela” na hora da prova. Não faça isso. O único jeito de ser aprovado é fazendo muitos pontos e perdendo poucos. Você precisa fazer pontos e, se deixar muitas questões em branco, não terá pontos suficientes para passar.
6. Aceite um fato: haverá questões que você “terá certeza” de que acertou, mas errará, bem como acertará questões que estava em dúvida. Por isso, não esqueça das dicas 4 e 5.
7. Por mais que você estude, nunca conseguirá gabaritar uma prova do Cespe. Normalmente o primeiro colocado nos concursos organizados por essa banca faz 80% dos pontos. Sendo assim, mesmo que você esteja sabendo muito bem a matéria, não se desespere ao se deparar com questões que você não sabe. Isso é normal.
8. Reserve uma hora para fazer a redação e 40 minutos para marcar a folha de respostas. Marque nela todas que você tiver certeza. Se der tempo, revise as questões que você teve dúvida e marque-as também.
9. Após preencher a folha de respostas (por exemplo: 100 itens respondidos e 20 em branco), conte a quantidade de itens que você marcou “C” e os que assinalou “E”. Por exemplo: 60 “E” e 40 “C”. Observe que há um número bem maior de alternativas "E" em relação à "C". Se a prova tem 120 itens, a tendência é que no gabarito da banca haja 60 “E” e 60 “C”. Sendo assim, você vai assinalar “C” em todas as alternativas em branco. A probabilidade é de que você acerte a maioria dessas 20. Se você acertar 11 e errar 9, já terá valido a pena, pois ganhará 2 pontos. A tendência é que você acerte bem mais do isso e ganhe muitos pontos só com essa técnica.
Resumindo: após contar quantos “C” e “E” você marcou, não deixe nenhum item “em branco”. Marque todos eles com a opção que você menos marcou na sua Folha de Respostas. Essa dica vale, inclusive, para a parte de conhecimentos básicos e conhecimentos específicos. Se forem 50 itens de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, o gabarito será meio a meio em cada. Ou seja, 25 itens “C” e 25 “E” na primeira parte e 35 “C” e 35 “E” na segunda.
10. Faça provas inteiras do Cespe para aplicar as técnicas de forma completa. Poucos pontos podem fazer a diferença entre você conseguir ou não a sua vaga

FONTE: G1

Marta Cavallini
08/10/2015 06h00 - Atualizado em 08/10/2015 06h00

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO CONVERTER CRUZADOS EM REAIS?

MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO (EMPRESARIAL)

Como tirar o registro profissional(Mtb) - Jornalistas